As Roças de São Tomé e Príncipe

VER SITE

«O estudo mais aprofundado, inovador, esclarecido e polifacetado que se conseguiu até hoje. As roças e a sua arquitectura são aqui abordadas no enquadramento histórico e geográfico, nas suas origens e desenvolvimento, nas relações com a sociedade e a economia.» 

Arq. José Manuel Fernandes

O projecto “As Roças de São Tomé e Príncipe” é o resultado de um trabalho de investigação iniciado pelos arquitectos Duarte e Rodrigo no ano de 2008. Entre a participação na 6ª edição da Bienal de Arte e Cultura de São Tomé e Príncipe em 2011, evoluiu para a publicação do livro “ As Roças de São Tomé e Príncipe” edições Tinta-da-China, com fotografia de Francisco Nogueira,  com 1ª edição em Outubro 2013 e 2ª edição em Outubro de 2015. Este trabalho é o resultado de um aprofundado estudo sobre o património das roças de cacau e café, que veio posteriormente dar o nome a escritório PARALELO ZERO, aludindo à linha do Equador.

Com várias formas de expressão, “As Roças de São Tomé e Príncipe” é hoje uma plataforma de divulgação e promoção das roças, quer através do projecto de edição, projecto ou documentário.

EXPOSIÇÃO INVENTAR(IAR)
AS ROÇAS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

2014

Câmara Municipal do Seixal 2012

6ª edição da Bienal Internacional
de Arte e Cultura

TANTO MAR
Portugueses fora de Portugal

CCB, Lisboa 2014

“Tanto Mar” foi um registo de trabalhos de investigação e intervenções de portugueses fora de Portugal. Lidando com questões sociais, procuram transformar as realidades onde intervêm.
O escritório Paralelo Zero participou na exposição com painéis e maquetas que resumem e dão a conhecer a investigação feita sobre As Roças de São Tomé e Príncipe.